Alinhamento planetário chamou atenção no céu maranhense

Escrito por em 22/12/2020

Boa parte dos ludovincenses se reuniu na segunda (21), para acompanhar a “Estrela de Belém”, um raro alinhamento planetário que pôde ser visto a olho nu em boa parte do mundo e que não acontecia desde a Idade Média.

A capital maranhense teve lugar privilegiado na observação do céu por causa da proximidade com a linha do Equador.

A equipe do Laboratório de Divulgação Científica “Ilha da Ciência” da Universidade Federal do Maranhão esteve no Forte de Santo Antônio da Barra, na Ponta D’Areia, onde instalou com telescópios para observação do fenômeno.

O alinhamento

O Fenômeno é de rara ocorrência e chama atenção pelo visual. A olho nu, espectadores puderam avistar os dois planetas como se fossem uma grande e brilhante estrela.

O evento já podia ser visto desde a última quarta-feira (16), mas teve seu ápice nesta segunda. Estima-se que a última vez que evento astronômico similar aconteceu foi há cerca de 397 anos atrás e há quase oitocentos anos não ocorria um idêntico ao de ontem.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



Música

No Ar

Artista

Background